CANAL A - Destaque

Comércio intra-africano de Angola e São Tomé e Príncipe cresceu com Zona de Comércio Livre Continental

todayJunho 13, 2024 36

Background
share close

Angola e São Tomé e Príncipe estão entre os países cujo comércio intra-africano mais cresceu com a entrada em vigor da Zona de Comércio Livre Continental Africana [AfCFTA, na sigla em inglês], segundo um relatório apresentado pelo Afreximbank.
O documento, intitulado “Relatório sobre o Comércio em África de 2024” e que tem como subtítulo “Implicações climáticas da aplicação da AfCFTA”, foi apresentado nesta quarta-feira, primeiro dia de trabalhos das Reuniões Anuais do Banco Africano de Exportação e Importação (Afreximbank), que decorre em Nassau até à próxima sexta-feira, paralelamente ao 3.º Fórum de Comércio e Investimento Afro-Caribenho (ACTIF2024).
A avaliação revela que todos os países africanos registaram um aumento do seu PIB no contexto da aplicação da AfCFTA, com a Côte d’Ivoire e a África do Sul a registarem os maiores aumentos: 7,01 mil milhões de dólares e 4,42 mil milhões de dólares, respectivamente.
Alem daqueles dois países, os maiores aumentos do comércio no continente foram também registados por Angola e São Tomé e Príncipe, e ainda República do Congo, República Democrática do Congo e Marrocos.
No documento revela-se ainda que Moçambique, o Malawi, Maurícias e o Togo registaram o maior aumento de emissões por percentagem no continente, enquanto Côte d’Ivoire, Egipto, Etiópia, Guiné-Conacri, Marrocos, Nigéria e a África do Sul registaram reduções de emissões.
O acordo de livre comércio em África, aprovado em 2019, entrou em vigor no princípio de 2021 e abrange um mercado com mais de 1.300 milhões de consumidores.
O tratado, que elimina os direitos aduaneiros sobre 97% das mercadorias comercializadas entre países africanos, liberaliza o comércio de serviços e melhora as infraestruturas de regulação e comércio, tendo 54 dos 55 Estados membros da União Africana já assinado o acordo de constituição da AfCFTA.
Apenas a Eritreia continua de fora.
A organização anunciou que pretende concluir mais de 25 acordos de investimento no que será um primeiro passo para a criação de um Acordo de Comércio Livre Afro-Caribenho.

Editor: Carla

Rate it

Notícias

CANAL A - Destaque

Morte de França Van-Dúnem: Presidente da República sublinha que Angola perde uma das suas figuras mais notáveis que tanto fez em vida pelo engrandecimento do povo

O Presidente da República, João Lourenço, endereçou uma mensagem de condolências à família do político e Professor-Doutor, Fernando José de França Dias Van-Dúnem, falecido esta quarta-feira, 12 de Junho, aos 89 anos vítima de doença em Portugal. Na mensagem, o Presidente da República mostra-se consternado com o passamento físico do Professor-Doutor França Van-Dúnem, renomado nacionalista, intelectual, político e diplomata angolano. Nos vários cargos políticos e diplomáticos em que se destacou, […]

todayJunho 13, 2024 92

0%
donut_large