CANAL A - Destaque

Governo do Senegal confirma restabelecimento do acesso à Internet móvel

todayJunho 7, 2023 60

Background
share close


O governo do Senegal confirmou que foi restabelecido o acesso à Internet móvel, cortado no domingo para tentar conter a violência, na sequência das manifestações após a condenação judicial do líder da oposição Ousmane Sonko.

O Ministério das Comunicações, Telecomunicações e Economia Digital indicou na terça-feira que “foi requerido aos operadores de telecomunicações que implementem a medida”, avançou a agência de notícias estatal senegalesa APS.

O ministério tinha cortado o acesso à Internet móvel no domingo, “devido à disseminação de mensagens de ódio e subversivas num contexto de perturbação da ordem pública em algumas localidades do território nacional”.

A suspensão foi confirmada pela operadora de telecomunicações Orange, na rede social Twitter.

O portal Netblocks também noticiou a interrupção do serviço neste país vizinho da Guiné-Bissau, e a agência espanhola Efe pôde verificar, em Dacar, as dificuldades no envio de mensagens através da aplicação de mensagens WhatApp.

As autoridades senegalesas impuseram esta medida depois de já na quinta-feira terem restringido o acesso às redes sociais (como Twitter e Facebook), algo criticado por organizações como a Amnistia Internacional e a Repórteres sem Fronteiras, que considera que o trabalho dos jornalistas no Senegal está gravemente perturbado.

Horas antes do anúncio, a Sinergia das Organizações da Sociedade Civil para a Paz (SOS/Paix), que reúne cerca de 20 associações, tinha pedido às autoridades senegalesas o restabelecimento do acesso à Internet móvel.

A condenação de Sonko a dois anos de prisão efetiva, em 1 de junho, desencadeou manifestações e confrontos com as forças de segurança senegalesas, nos quais já morreram 16 pessoas.

O serviço será retomado logo que as condições materiais e de segurança o permitam. No entanto, o ministério lamenta o incómodo que este encerramento temporário possa causar aos utentes“, continua o comunicado.

Editor: Carla

Rate it

Notícias

CANAL A - Destaque

Guiné-Bissau. PAI — Terra Ranka reivindica “maioria absoluta” nas legislativas

  O líder da Plataforma da Aliança Inclusiva (PAI) -- Terra Ranka, Domingos Simões Pereira, afirmou hoje que a coligação conquistou uma "maioria absoluta" nas eleições legislativas de domingo na Guiné-Bissau. "O PAI -- TERRA Ranka sabe e está em condições de assegurar à população guineense, aos militantes e simpatizantes dos partidos que integram a coligação, e aos profissionais da comunicação social, que conquistou uma maioria absoluta", afirmou Domingos Simões […]

todayJunho 6, 2023 59

0%
donut_large