CANAL A - Informação

Executivo garante mais apoio aos projectos da Mulher Rural virados ao combate à fome e a pobreza nas comunidades

todayOutubro 13, 2021 31

Background
share close

A Ministra de Estado para os Assuntos Sociais, Carolina Cerqueira, sublinhou que o Executivo reconhece o papel de liderança das mulheres nas comunidades, para o sustento das famílias. Carolina Cerqueira, que discursou esta quarta-feira, 13 de Outubro, na abertura do décimo Fórum da Mulher Rural, que decorre na Província de Malanje, afirmou também que a mulher rural representa grande importância, no desenvolvimento económico e social do país. A Ministra de Estado disse ainda, que a mulher rural representa 17% da população em Angola, daí a importância de se valorizar este segmento da sociedade. Clique no áudio e ouça:

  • cover play_arrow

    Executivo garante mais apoio aos projectos da Mulher Rural virados ao combate à fome e a pobreza nas comunidades rna

Carolina Cerqueira disse que os programas de combate à pobreza, virados a mulher rural, como o empreendedorismo, agricultura e o agronegócio, vão continuar a merecer todo o apoio do Executivo. Clique no áudio e ouça:

  • cover play_arrow

    Executivo garante mais apoio aos projectos da Mulher Rural virados ao combate à fome e a pobreza nas comunidades rna

O programa “Minha Terra”, que permite a entrega de títulos de terreno às famílias camponesas, também vai continuar a merecer atenção do Executivo. Carolina Cerqueira considera que o programa está a contribuir, para o combate à pobreza no seio das mulheres rurais. Clique no áudio e ouça:

  • cover play_arrow

    Executivo garante mais apoio aos projectos da Mulher Rural virados ao combate à fome e a pobreza nas comunidades rna

Fonte: RNA

Editor: rna

Rate it

Notícias

CANAL A - Informação

Funcionários da Cruz Vermelha de Angola sem salários há dois anos

Mais de setenta trabalhadores, da Cruz vermelha de Angola (CVA), estão há vinte e cinco meses sem salários. Esta situação está a criar sérios problemas na vida socioeconómica dos funcionários. O Secretário-Geral da Cruz Vermelha de Angola, Simão Caquarta, diz que o assunto está a ser resolvido junto das instâncias superiores, para a sua resolução. Saiba mais, no áudio abaixo, na reportagem do Polaco Pedro: Fonte: RNA

todayOutubro 13, 2021 22

Rede Emissoras

CONTACTOS

0%
donut_large