CANAL A - Destaque

OPEP anuncia adesão do Brasil ao cartel a partir de janeiro de 2024

todayNovembro 30, 2023 38

Background
share close

 

Offshore oil and gas drilling rig working on new wellhead remote platform to completion on gas and crude oil well, oil and gas exploration and production in the gulf of Thailand.

O Brasil vai juntar-se ao grupo de nações exportadoras de petróleo conhecido como OPEP+ a partir de janeiro, anunciaram hoje os ministros do Petróleo desta organização, assim transformando um rival num aliado do grupo.

De acordo com as agências internacionais de notícias, o acordo entre o Brasil e a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os seus aliados, conhecido como OPEP+, entrará em vigor a partir de janeiro e surge numa altura em que a produção do Brasil e dos Estados Unidos impedia o cartel de controlar os preços mundiais de forma mais vigorosa.

Contactada pela agência norte-americana de notícias AP, a Presidência do Brasil não confirmou a entrada do gigante sul-americano no grupo, dizendo apenas que o convite está a ser analisado.

“A reunião deu as boas-vindas a Alexandre Silveira de Oliveira, ministro das Minas e Energia da República Federal do Brasil, que integrará a Carta de Cooperação OPEP+ a partir de janeiro de 2024”, lê-se num comunicado da OPEP citado pela agência espanhola de notícias, a Efe.

O inesperado anúncio faz com que o Brasil, que produz cerca de 4,5 milhões de barris de petróleo e gás por dia, se junte ao grupo constituído em 2016 pelas 13 nações da OPEP e a que se juntaram mais 10, incluindo o México e a Rússia, fazendo do Brasil o parceiro número 24.

O Brasil será, assim, o segundo membro da América Latina, a seguir à Venezuela, que conta com as maiores reservas de petróleo do mundo, apesar da crise das suas finanças públicas.

A OPEP é constituída pela Argélia, Angola, Guiné Equatorial, Gabão, Irão, Iraque, Kuwait, Líbia, Nigéria, República do Congo, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Venezuela, a que se juntam mais dez aliados, entre os quais estão a Rússia, o México, o Azerbaijão e o Cazaquistão.

Editor: Carla

Rate it

Notícias

0%
donut_large